quinta-feira, 24 de julho de 2014

Em tempos de mudança

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades, 
Muda-se o ser, muda-se a confiança: 
Todo o mundo é composto de mudança, 
Tomando sempre novas qualidades. 

Continuamente vemos novidades, 
Diferentes em tudo da esperança: 
Do mal ficam as mágoas na lembrança, 
E do bem (se algum houve) as saudades. 

O tempo cobre o chão de verde manto, 
Que já coberto foi de neve fria, 
E em mim converte em choro o doce canto. 

E afora este mudar-se cada dia, 
Outra mudança faz de mor espanto, 
Que não se muda já como soía. 

Luís Vaz de Camões, in "Sonetos"

8 comentários:

  1. Muda-se os tempos, muda-se as vontades ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A vida é uma constante mutação, Francisco :)

      Eliminar
  2. Respostas
    1. O poeta Camões. Como dizia um candidato à minha CM "O seu a seu dono" :D

      Eliminar
    2. Estiveste mal. :) Eu escrevi "o Poeta", com letra maiúscula. Dispensa o nome, ahahah.

      Eliminar
    3. Isso é o que tu dizes agora... lololololol

      Eliminar
    4. Não. Oi? Não escreveria poeta com letra maiúscula. Fi-lo intencionalmente para me referir ao Camões.

      Eliminar
    5. Ai Mark, que falta de humor! Estava a brincar contigo, claro! Não perdoas uma... lolollool

      Eliminar