domingo, 9 de agosto de 2015

Avec's

Agosto é, como é bem sabido, o mês em que muitos dos emigrantes voltam a Portugal. E é um suplício para mim. Porque não posso ir ao Pingo Doce sem deixar o carro na ponta do estacionamento. Porque ando no Pingo Doce (a abarrotar de gente, que parece as promoções do primeiro de maio), e só oiço falar francês. Porque não arranjo estacionamento junto à praia se for só depois de almoço (e isto porque não vou a praias muito frequentadas, porque se fosse...).

Pior que tudo: tenho de trabalhar com eles. E há de dois tipos: aqueles que nós não nos apercebemos que são emigrantes. Porque como se diz muito no meu trabalho "quem é, não precisa de se fazer". São simpáticos, cordiais, e apenas por um qualquer comentário nos apercebemos que não vivem cá. 

Depois temos os outros. Aquele que falam um português atravessado, e que não se esforçam por ser portugueses em portugal (ou deverei dizer, aqueles que não gostam de ser portugueses). Que falam alto e que querem ser notados. O típico "michele, arrete, tu vas tomber!" (não sei se está bem escrito... LOL). Aqueles que passam a vida a dizer que em França é que é bom (então porque é que vêm para cá, pergunto eu??)

Mês de agosto, passa depressa! Para eu ter sossego na praia e no trabalho... 

E com isto cumpre-me dizer que admiro muito que sai de Portugal à procura de uma vida melhor. Não consigo é suportar estes espírito de superioridade que alguns emigrantes têm, por pensarem  que são melhores que os portugueses que cá ficam. E sim, conheço emigrantes de ambos os "lados". 

12 comentários:

  1. Deixa lá os turistas e os emigrantes virem, porque entra pilim no país! :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Shoes: o que me irrita é aqueles que chegam ao café e dizem "É uma cerveja para mim e uma biére para a minha mulher".Entra pilim e estupidez aguda. De alguns, como disse. Não generalizo...

      Eliminar
  2. Sempre gostei daquela máxima em que o pai atira o filho para a água e diz:

    Pierre!! Rien Rien Rien Rien lolololl (nada de nada) verbo nager lololololololololol

    ResponderEliminar
  3. A falta de estacionamento na praia onde vais é por outras razões, tarado!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. GbBb, euuuuuuuuuuuuuuuuuu??????????
      Por acaso não. A subida das marés anda a dar cabo dos meus spots para essas coisas xD

      Eliminar
  4. Odeio esses emigrantes que têm a mania da superioridade e tenho casos na família... Enfim, são uns parolos! Que lá fora ouvem fado, Tony Carreira, quitam os carros e têm a bandeira de Portugal ao pescoço se necessário for! E depois vêm para cá cheios de merdas! Bah!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sam: usas-te a palavra mais indicada - parolos!
      Se fosses gaja até te dava um beijo! LOL

      Eliminar
    2. Sam: pensas ao acaso que sou gay? xD
      Só dou beijos ao meu namorado e ao meu sobrinho ... LOOLOLOOL

      Eliminar
  5. E eu a pensar que era a o único a pensar em Avec's e quando escrevo pensar, é no mesmo sentido do teu post lol.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Limite, imagino como deve ser para aí, com tudo a querer ir para as praias... LOL

      Eliminar