sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Sou Gay, Cristão e de Esquerda

E se em tempos simpatizei com o BE, quando comecei a conhecer o seu outro lado (o não populista), deixei de gostar. E cada vez tenho mais razões para não gostar. E hoje tive mais uma. E sinto-me ofendido. 

14 comentários:

  1. Bom, não falarei enquanto cristão. Enquanto cidadão. Não gostei. Foi uma afronta, uma provocaçãozinha menor aos cristãos, claramente, entendidos aqui como católicos - a religião cristã dominante em Portugal, e que tem obstado, no entendimento do BE, à evolução social - ao que eles consideram evolução - que até já mete eutanásias (cof, cof, cof).

    Pode ser que o tiro lhes saia pela culatra. Marisa Matias já se demarcou.

    Já li por aí que há quem pense nuns cartazes de retaliação com a seguinte inscrição: "Nenhum dos pais era gay". De tom em tom e de cartaz em cartaz vão comprando uma guerra...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mark, o facto da Marisa se ter demarcado, e o facto de haver pessoas ligadas ao BE que não se identificam além dela, mostra bem a desorganização que reina naquela casa... e mais não digo (mas sei muito mais... LOL)

      Eliminar
  2. não terá sido uma campanha bem conseguida mas é-me um bocado indiferente.
    A igreja também já me ofendeu muitas vezes, por isso, quem vai há guerra, dá e leva.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. GbBb, eu disse que era Cristão, não que era Católico (há uma diferença, ou pelo menos para mim há uma diferença).
      Se fosse um ataque à Igreja, nada diria. A história do preservativo pendurado no nariz de João Paulo II foi isso mesmo: um ataque à instituição e aos homens que a constituem. Não à fé e às convicções individuais de cada um, que foi o que este cartaz acabou por fazer. Menospreza a dimensão espiritual de uma quantidade de gente.

      Eliminar
  3. Deixa-me pensar e vou pegar no teu título ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Francisco, quando dava aulas e um aluno me dizia "ó stor, deixe-me pensar!" eu respondia-lhe "sabes que é que morreu a pensar?" xD

      Eliminar
    2. kkkkkkk tu és tramado lololololo :P

      Eliminar
    3. Orgulho-me de dizer que metade dos meus alunos me amava e a outra metade tinha-me um ódio de morte. Não fui indiferente a nenhum! LOL

      Eliminar
  4. Eu achei piada, porque chama a atenção, no entanto nem 8 nem 80 como se diz, o problema é que vivemos num mundo em que estamos prontos a criticar seja por que motivo for e no que toca à religião é o que se vê, e não esquecer, que em nome de Deus morre muita gente neste mundo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Limite, há quem diga que não se deve discutir nem política nem religião. O BE decidiu cozinhar as duas, e está-se a ver no que deu...

      Eliminar
  5. Estou nos poucos que achou piada, estou a ver.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eolo, havera quem no BE também ache piada. Digo eu...

      Eliminar
  6. Não me chocou. Achei extemporaneo. E gostei da provocação.
    P.S. Sou catolico, gay e de esquerda.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anfitrião, todos temos sensibilidades diferentes. Eu não gostei mesmo nada...

      Eliminar