quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Eu voto Edgar Silva... Presidenciais 2016

No próximo domingo voltamos a ser chamados às urnas, para eleger o primeiro cidadão deste retângulo à beira-mar plantado. Numa confissão pública, aproveitando esta máscara que é o blog, tenho a dizer que a única vez que votei contra as indicações do partido foi precisamente em 2011, quando votei Manuel Alegre nas presidenciais. Encaro estas eleições de uma forma diferente das demais: não estamos a eleger listas partidárias, estamos a eleger uma pessoa em específico para um cargo em concreto. Por isso entendo que, mesmo fazendo parte de um partido político, posso não concordar com o que o partido faz. 

Assim, quis conhecer todos os candidatos. E fiquei surpreendido com o candidato do meu próprio partido, que eu próprio nunca tinha ouvido falar antes desta campanha. É um homem com uma história de vida fantástica. A primeira nota biográfica que li foi do Público, que é muito pouco favorável às esquerdas. Fiquei arrepiado. Várias pessoas que o conhecem me disseram que é uma pessoa de uma bondade extrema. Quando o conheci pessoalmente vi que essa mesma bondade emana daquele homem. É um homem de causas, que "fossou" no pior que existe na sociedade e que a conhece como ninguém.

Não tenho dúvidas que, de todos, seria o melhor presidente da república. Mas não sou inocente nenhum, e sei que dificilmente passará à segunda volta e ainda mais dificilmente ganhará estas eleições (certezas só há depois de contados os votos...). Também sei que se Edgar Silva tivesse o mesmo tempo mediático que tem Marcelo Rebelo de Sousa, e a imprensa fosse imparcial, os resultados seriam diferentes. 


Por tudo isto, eu voto Edgar Silva. 
Independentemente do resultado final, eu sei que votei naquele que, para mim, é o melhor candidato! 

Domingo, não deixem de votar. Se não sabem em quem votar, votem em qualquer um que não seja Marcelo Rebelo de Sousa ou Maria de Belém. 

19 comentários:

  1. Oh Horatius... tu votas nesse senhor porque ele é o candidato do partido comunista... :) essa é a razão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Shoes, leste o primeiro parágrafo do post? Há cinco anos atrás, "mijei fora do penico", e votei no Alegre... LOL
      E havia um comunista na corrida... :P

      Eliminar
    2. Com o devido respeito... só os comunistas votam no senhor... ele não tem perfil. Infelizmente, nenhum tem.

      Eliminar
    3. É a tua opinião. E as opiniões são como as pilas, cada um tem a sua... LOL

      Eliminar
  2. É curioso, mas não posso deixar de sublinhar o seguinte: aproveitas a dita "máscara do blogue" para poderes assumir que votaste num candidato que não o do PCP. Sabes que isso vem confirmar o que se diz por aí quanto ao ar pouco democrático que se respira dentro do PCP. O PS, por exemplo, limitou-se a aconselhar os socialistas no sentido de que a escolha dos militantes e simpatizantes venha a recair em alguém da família política socialista, mencionando Maria de Belém ou Sampaio da Nóvoa, nomeadamente.

    Já eu, limito-me a fazer análises. Não deixo conselhos a ninguém. :) Ah, e quem não sabe em quem votar pode sempre fazê-lo nulo ou branco.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mark, e normal e razoável que os partidos, sejam eles quais forem, movam sanções aos militantes quando vão contra as indicações do mesmo. Acontece com o PCP (sei de vários exemplos), mas assim de repente estou lembrado de dois casos em que isso aconteceu no PSD - quando recentemente alguns deputados votaram contra orientações do partido e tiveram processos disciplinares e nas autárquicas em que vários militantes foram expulsos porque participam em listas nao-laranja.
      Não há restrições à liberdade no PCP. Eu sempre disse à minha opinião sobre tudo, e muitas vezes tomam se decisões que eu não concordo. Quando isso acontece, eu basicamente digo "não contem comigo". Foi o que aconteceu em 2011, que não tomei partido pelo candidato de então, não fiz campanha, não subscrevi manifesto nenhum. Mas não andei a apoiar o Alegre, ainda que tenha votado nele. Se andasse em campanha com ele, aí sim, poderia ter encarado sanções do partido que, como te disse, são normais e violam o compromisso que se assume quando se entra no partido.

      Tu fazes o que quiseres no teu blog. Eu no meu apelo ao voto é defendo o meu candidato, porque este é um espaço que não é uma democracia. Aqui sou eu que mando! Lololololol

      Não recomendo o voto em branco, porque ele pode ir parar a algum candidato. Quem não quer que o seu voto conte, vote nulo. Mas sou contra isso. Se isso resolvesse alguma coisa, muitos dos problemas do país estavam resolvidos...

      Eliminar
    2. Até Paula Teixeira da Cruz passa por um processo interno no PSD por ter votado contra nas alterações à IVG.

      Estava a meter-me contigo, mas claramente há um deficit democrático no PCP. Já houve purgas dentro do partido por alguns militantes pensarem diferente e terem uma linha mais reformista. Eu sei, tu (se quiseres ser sincero) sabes, todos sabem. :)

      Eu compreendo e aceito as regras que cada partido impõe. Acho muito bem que se vote no candidato do partido. Quis, no entanto, sublinhar a atitude do PS, que na primeira volta deu total liberdade aos seus militantes e simpatizantes.

      Eu sou é contra à abstenção. Também prefiro nulo, mas antes branco do que sentado no sofá.

      Oh Horatius, claro, claro. Não critiquei os teus conselhos. Calma. Lol :)

      Eliminar
    3. Mark, não concordo contigo. Houve pessoas com ideias diferentes, que foram uma minoria e não aceitaram as ideias da maioria. Assim, tinham duas opções: ou aceitavam ou saiam do partido. E aconteceu ambas. E também aconteceu aqueles que não saíram e não aceitaram, e foram convidados a sair (as purgas, como tu lhe chamas). Não posso considerar que existe um deficit democrático, se eu tenho toda a autonomia para discordar de tudo e mais alguma coisa... (e acredites ou não, eu sou do contra...)

      O problema do voto em branco é que podes ter na mesa de voto um fanático qualquer que pode conseguir meter uma cruz no boletim em branco, passando a contar para o seu candidato. Acredita, isto acontece! Daí dizer que não se deve votar em branco. É um risco muito grande...

      Mas acho que as pessoas deviam escolher conscientemente. Se não se identificam com nenhum, escolham o mal menor. MAs não deixem de escolher...

      Eliminar
    4. Hahahah, oh Horatius... :) Eu nem vinha comentar mais este post... Então e tu achas que isso é o natural num partido? Num partido plural e tolerante, coexistem minorias e maiorias. Vês isso no PS, no PSD, sobretudo. Há militantes que discordam da liderança, que se afastam, que apoiam terceiros no seio do partido. Eu bem sei que o PCP obedece a determinada ortodoxia. E respeito. Após a dissolução da URSS, houve militantes do PCP que defenderam uma reforma no partido. Ao fim e ao cabo, a desestalinização aconteceu, ou está encapotada, não sei.

      "Foram convidados a sair", hahahah. Claro, claro. :) Pois foram.

      Vá, aceita um abraço. Estivemos à conversa, meramente. Já te disse que tenho o maior respeito pelo PCP e pela sua luta antes da Revolução, personalizada nos homens e mulheres que perderam a liberdade e, alguns, a vida.

      Eliminar
    5. Mark, claro que é normal num partido, e em qualquer outra "associação". Se tens normas a respeitar numa determinada organização, que te comprometes a respeitar, e não respeitas, parece-me normal que se seja expulso.
      O que vejo no PSD é, precisamente, quando alguém não concorda com alguma coisa, ficar no seu canto (para não dizer, colocado na prateleira à espera que o líder mude...)
      A única exceção que lhes conheço é um homem cujo nome agora não me ocorre e que às vezes acho que é um comunista ali infiltrado xD

      E sim, estamos à conversa. Como diz uma camarada, "raio de país este, onde duas pessoas começam a falar com pontos de vista diferentes e pensam logo que estão prestes a jogar à batatada.."

      Eliminar
  3. Neste caso o mal menor é o Marcelo... voto nele então?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Shoes, não acho que ele seja o mal menor. Acho que é mesmo o mal maior xD

      Eliminar
  4. Hoje, e pela primeira vez, não vou votar para termos um Presidente. Não me apetece. Chamei-me os nomes que quiserem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. não te chamo nada. Mas depois não reclames :P

      Eliminar
  5. Foste um dos poucos que votou no Edgar... lolol

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Poucos, mas bons ;-)
      Garanto te que o resultado dele e o que menos me chateia. O que mais me afetou foi mesmo o facto de MRS ganhar à primeira volta...

      Eliminar