sexta-feira, 21 de março de 2014

Dia Mundial da Poesia


Nocturno

Espírito que passas, quando o vento 
Adormece no mar e surge a Lua, 
Filho esquivo da noite que flutua, 
Tu só entendes bem o meu tormento... 

Como um canto longínquo - triste e lento- 
Que voga e subtilmente se insinua, 
Sobre o meu coração que tumultua, 
Tu vestes pouco a pouco o esquecimento... 

A ti confio o sonho em que me leva 
Um instinto de luz, rompendo a treva, 
Buscando, entre visões, o eterno Bem. 

E tu entendes o meu mal sem nome, 
A febre de Ideal, que me consome, 
Tu só, Génio da Noite, e mais ninguém! 

AQ
Em homenagem, por ter saído no meu exame nacional

19 comentários:

  1. E correu bem o exame? A avaliar pelo teu gosto de poesia, deve ter corrido muito bem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gosto agora, Coelho. Espalhei-me ao comprido na análise do poema. Ele está ligado à noite e eu disse que estava ligado ao dia. Tive 12.50 no exame, e esta pergunta valia 10. No texto argumentativo tive 4 valores em 5, que foi bem melhor. Era sobre Alberto Caeiro.

      Eliminar
    2. Provavelmente o teu agrupamento tinha uma prova de português mais difícil. A minha correu-me muito bem.
      Os gostos vão variando ao longo da vida. Ainda bem que assim é. :D

      Eliminar
    3. Eu era de Português A. Ainda sou do tempo do Português A e B. Isso hoje já não existe...

      Eliminar
    4. Ao menos, somos velhos mas continuamos no ponto ;)

      Eliminar
  2. O que é o AQ? De momento não consigo decifrar. No meu exame nacional de Português saiu "Os Lusíadas", melhor, umas estrofes para interpretar; de seguida saiu uma pergunta sobre o "Memorial do Convento" e, por último, questões diversas. Já me lembro mal.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. AQ quer dizer "Antero de Quental", Mark. Uma coisa que já não se dá, e tu não deste, mas que se dava no meu tempo. Estou a ficar velho... lolol

      Eliminar
    2. Oh, claro. Pensei e não associei o "AQ" ao Antero. Realmente, se falei da sua obra foi no 10º ano.

      Não dei, mas sei quem é, como é evidente. LOL

      Eliminar
    3. Mal seria Mark, se não tivesses ouvido falar. Já não digo conhecer a sua obra, como é óbvio.
      Duvido que tenhas dado. Só se dava em Português A, e Português A acabou comigo. Para acabar em grande, estás a ver? LOL

      Eliminar
  3. antero de quental. gosto. tenho uma colectânea de poesia pequenina e ele faz parte.
    no meu tempo, não havia exame nacional, fiz a pga e duas especificas. não me lembro do que saiu...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. sim, eu recordo-me. eu tenho alguns livros do secundário na arrecadação. alguns é favor. imensos. até da primária. meus e do meu irmão. vou procurar para ver se tenho o de português.

      Eliminar
  4. Não me recordo de ter dado... mas como já andei no secundário em 1755 é natural que não me lembre LOLOL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. LOOOOOOOL
      És arqueológico, namorado :D

      Eliminar
    2. O Namorado é o Duncan MacLeod! Finalmente percebi tudo!

      Eliminar
    3. Então não deves ter dado AQ. Acho que só se dava em Português A.

      Eliminar
  5. Respostas
    1. Não podemos gostar todos do mesmo, Dora :)

      Eliminar