quinta-feira, 20 de março de 2014

Too Much Information VII - Queres brincar aos médicos? - Desafio do Coelho


1. Lembras-te de brincar aos médicos quando eras criança?
Sim. Mas, literalmente aos médicos. Tinha um estojo com uma cena para medir a tensão e um estetoscópio, entre outras coisas, como frasquinhos de remédios. 


2. Quando escolhes um médico, o género ou orientação sexual é um factor a ter em conta?
Não. Quando vou ao médico, é para ir ao médico. Não é para engates (até porque normalmente só lhes conheço as trombas no próprio dia das consultas.)

3. Como te sentes em relação a agulhas?
Sinto-me à vontade. Quando vou tirar sangue olho e tudo :D

4. Todas as mães gostavam de ter um genro médico. O que achas de namorar um médico?
Acho que o meu namorado teria sido um bom médico, pois ele é hipocondríaco com cenas como andar sempre a lavar e desinfetar as mãos (com álcool etílico). 



5. Quem vai ao médico (ou veterinário) primeiro, tu ou o teu animal de estimação?
Atendendo a que não tenho animais de estimação, sou mesmo eu... 

6. Consideras-te um bom paciente?
Não. Há anos que os médicos me andam a mandar emagrecer, e eu faço de conta que é a primeira vez que me estão a dizer as coisas... lolol

7. Já foste a algum cirurgião plástico?
Cruzes canhoto. Longe desses capitalistas que querem tornar a saúde num negócio. 

8. Se o dinheiro não fosse problema, que cirurgia plástica/estética farias?
Nenhuma. 

9. Como te sentes quando vais ao dentista?
Com a carteira apertada. 
(A propósito disto ser um blogue gay, o meu dentista, apesar de já ser 40ão, tem um não-sei-quê de sensualidade). 

BÓNUS

Ainda brincas aos médicos?
Tem dias ;)


24 comentários:

  1. Eras um menino muito certinho, Horatius. Quando eras pequeno e te perguntavam o querias ser quando fosses grande, o que dizias?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim. Dizia que queria ser polícia.

      Eliminar
    2. O Freud talvez tivesse uma explicação para isso, lol

      Eliminar
    3. Sim, é bem capaz. Teria a ver com o complexo de Édipo, possivelmente :P

      Eliminar
    4. Não... Pq? LOL
      És psicólogo, está visto :D

      Eliminar
    5. Ahahah, tenho uma veia disso, sim. Estava a tentar desconstruir esse comportamento, mas parece que esbarrei.

      Eliminar
  2. o que ficamos a saber das pessoas que escrevem este ou aquele blogue :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então?
      Que coisa escabrosa plasmei aqui? LOL

      Eliminar
  3. "Cruzes canhoto. Longe desses capitalistas que querem tornar a saúde num negócio. " oi? Nada a ver! Sou super a favor da cirurgia plástica, devemos sempre poder alterar aquilo que não gostamos em nós.

    r. gostaste da música?? | É pois, está bem xD ! | Keep calm e deixa de recalque haha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A cirurgia plástica, na vertentes estética, está ligada à medicina privada. E é uma coisa que abomino e que está a dar cabo do nosso SNS.

      Sim, gostei de "todas as ruas do amor" :D

      Eliminar
  4. Se dizes que um gajo de 40 anos é velho, levas uma chapada. É só um aviso LOL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. LOL, ele tem 40s bem entrados. Penso que já estará perto dos 50s. Tem uma filha já na faculdade...
      E eu não disse que era velho...

      Eliminar
    2. Parece-me que alguém está a chegar ao quarenta, horatius! lol

      Eliminar
    3. Pois, há alguém que anda a stressar com isso. Eu ando a stressar porque vejo os 30s a chegar a passos largos...

      Eliminar
    4. Vocês andam tão engraçadinhos LOL Cuidado com os dentes, que ainda caem com tanta graça LOLOL

      Eliminar
    5. A idade é um posto, nunca ouviste dizer Namorado? E dizem que a vida começa aos 40...

      Eliminar
    6. Horatius vais sozinho ou queres que te mande? LOL

      Eliminar
  5. Sou favorável à cirurgia plástica. A Ciência evolui e se vão descobrindo meios de melhorar a auto-estima das pessoas, claro, vamos a isso. No meu caso, não mudaria nada, por enquanto, mas tenho-o dito: se um dia precisar, fá-lo-ei. Não coloco reservas. Só os meus limites, ou seja, do bom senso. Nada de exageros. Há pessoas que ficam com uma aparência tão artificial, algumas verdadeiros monstros!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A cirurgia plástica não serve só para colocar as pessoas "mais bonitas". Faz a reconstrução de mazelas de acidentes, nomeadamente com peles queimadas. E não tenho nada contra a vertente mais "estética". Apenas tenho contra a medicina privada. Que nos está a destruir o SNS. Apesar de concordar que a plástica estética não deve ser uma preocupação do SNS.

      Eliminar
    2. Se mandasses, Horatius, os hospitais privados fechavam a porta.

      Eliminar
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    4. LOL, Horatius, é evidente que a tua crítica é dirigida à cirurgia estética, daí nem ter referido a cirurgia plástica por acidente...

      Se calhar o SNS é que não serve, não? Na Islândia, por exemplo, não há saúde privada porque a pública funciona BEM!

      Eliminar
    5. Mark, e agora importa questionar, não funciona bem porquê? Aqui há uns anos, não sei se sabes (15, talvez), o SNS português estava entre os melhores da UE. Apesar de nos queixarmos, lembro-me que quando era miúdo, se passasse uma noite mal com a asma (também já sofri desse mal, mas passou-me com a idade), e se não fosse grave para ter de ir ao hospital, bastava ir de manhã ao Centro de Saúde, que havia consulta. Toda a gente tinha médico de família. E sim, já vivia na parvónia nessa altura.
      Isto para dizer que na Islândia, os interesses de meia dúzia de "xicos-espertos" não se sobrepõem aos da população em geral. E os governos não são marionetas dos grandes grupos económicos e da UE (leia-se, a Sr.ª Merkel). Basta vermos que depois da crise da Islândia, os políticos que a conduziram à bancarrota foram responsabilizados por isso.

      Eliminar